Grupo C Copa do Mundo Atualização 2

Última atualização em 29 de novembro de 2022 17h10 por Erwin Noguera

O Grupo C do Campeonato Mundial do Qatar tem grandes equipas e alguns dos melhores jogadores do mundo, como Messi (Argentina) e Lewandowski (Polónia). Arábia Saudita, Argentina, México e Polónia são os membros deste grupo, o que será emocionante do princípio ao fim. A Argentina é a grande favorita para se qualificar e, ao lado do Brasil, para lutar pelo título. A Polónia e o México lutarão para ganhar o segundo lugar do grupo, enquanto a Arábia Saudita tentará surpreender. Siga a nossa análise de cada uma das equipas deste grupo e saiba tudo sobre o equilibrado Grupo C do Campeonato do Mundo de Futebol da FIFA.

Atualizar

Ninguém poderia imaginar que depois da primeira fase a Argentina estaria na última posição do Grupo C. É ainda mais difícil acreditar que a Arábia Saudita assumiria a liderança em um grupo tão difícil, contra potências mundiais como Polônia, México e Argentina.

Os dois jogos de abertura do Grupo C aconteceram na terça-feira e, sem dúvida, a vitória da Arábia Saudita sobre a Argentina surpreendeu até os torcedores mais otimistas do país árabe.

O duelo entre México e Polônia, que envolvia uma expectativa de muitos gols, acabou em 0 a 0, com pênalti falhado por Lewandowski e pouca inspiração dos atacantes das duas equipes.

Descubra o melhor dos dois primeiros jogos do Grupo C em nossa análise abaixo.

Copa do Mundo Grupo C: Argentina 1 x 2 Arábia Saudita

O status da Argentina como favorita pode ter mudado após a surpreendente derrota para a Arábia Saudita no jogo de abertura do Grupo C. 

Com o pênalti convertido por Messi antes dos 10' do primeiro tempo, os torcedores argentinos acreditaram que este seria um confronto fácil e que muitos gols viriam, mas o jogo não saiu como o esperado.

A Argentina ainda teve um gol anulado aos 29', mas foi para o intervalo vencendo por 1 a 0. O retorno da Arábia Saudita veio em 5 minutos. Al-Sheri empatou aos 48' do 2º tempo e Al-Dawsari virou o jogo aos 53', obrigando a Argentina a arriscar as jogadas e buscar o empate a todo custo.

A seleção da Arábia Saudita passou a marcar com ainda mais firmeza, na tentativa de manter o resultado e, com isso, muitos de seus jogadores levaram o cartão amarelo no segundo tempo. A Argentina sofreu com a ansiedade de marcar gols rapidamente e não conseguiu manter a calma para empatar a partida.

Grupo C da Copa do Mundo: México 0 x 0 Polônia

O México foi superior durante grande parte do jogo, mas teve que contar com o talento de seu goleiro para segurar o empate. Guillermo Ochoa foi o responsável por defender uma grande penalidade de Robert Lewandowski, aos 58’, que daria vantagem à equipa polaca.

O México teve mais de 60% de posse de bola e chutou 11 vezes contra o gol adversário. Irving Lozano era o atacante mais perigoso da seleção mexicana, mas a defesa polonesa foi organizada do início ao fim.

Atualização 2

As emoções e expectativas no Grupo C seguem altas após a segunda fase, já que todas as equipes têm chances reais de classificação neste último jogo da primeira fase.

A Polônia não foi surpreendida pela Arábia Saudita e marcou um importante 2 a 0, que colocou a seleção europeia na liderança do grupo C. A Arábia Saudita perdeu um pênalti naquele jogo e foi corajosa durante todo o confronto, mas não teve melhor sorte.

A Argentina também venceu o México pelo mesmo placar, mas o início da partida foi desastroso para os argentinos. Os mexicanos pressionaram bastante nos primeiros minutos e tiveram boas chances, mas foi Messi quem abriu o placar, com finalização de fora da área.

A Polónia é a líder do grupo com 4 pontos; A Argentina (2ª) tem 3 pontos, mesmo número da Arábia Saudita (3ª); O México (4º) tem apenas um ponto, obtido no empate com a Polônia na estreia.

Grupo C da Copa do Mundo: Polônia 2 x 0 Arábia Saudita

Robert Lewandowski fez sua melhor atuação em Copas do Mundo até então, contribuindo com um gol e uma assistência na vitória da seleção polonesa sobre a Arábia Saudita.

Apesar de terem lutado do início ao fim, os sauditas não conseguiram superar o super goleiro Szczesny, que defendeu muitos chutes difíceis e foi o melhor em campo.

Salem Al-Dawsari ainda perdeu um pênalti no último minuto do primeiro tempo, que poderia ter igualado o placar da partida, tornando o segundo tempo mais favorável para o time árabe.

A tarefa foi muito difícil para a Arábia Saudita, já que não era mais considerada uma grande azarão, tendo vencido a Argentina em um dos jogos mais memoráveis da Copa do Mundo.

As possibilidades de qualificação permanecem abertas para todas as quatro equipes do Grupo C.

Copa do Mundo Grupo C: Argentina 2 x 0 México

Messi e a Argentina superaram a pressão inicial do México para vencer um jogo difícil contra um adversário determinado a mandar as estrelas da Argentina para casa.

Neste duelo entre falantes de espanhol, os argentinos mostraram que sua linguagem futebolística estava mais desenvolvida e abriram o placar com um belo chute de Messi, logo no início do segundo tempo. Nem mesmo o espetacular goleiro Ochoa conseguiu defender aquele chute.

Perto dos acréscimos, quando a Argentina já havia assumido o controle do jogo, Enzo Fernández coube fazer o segundo gol e acabar com as chances de empate do México.

A Argentina segue viva na competição, mas ainda pode ser eliminada na fase de grupos se perder para a Polônia e o México vencer a Arábia Saudita. Muitas emoções ainda estão por vir no Grupo C.

Grupo C da Taça do Mundo: Argentina

A Argentina chega para o Campeonato do Mundo no Qatar como uma das equipas favoritas para o título. 

A vitória na última edição da Copa América, contra o Brasil, deu à equipa a confiança necessária para aspirar a grandes títulos e enfrentar as maiores equipas do mundo.

Este foi o primeiro título de Lionel Messi com a selecção sénior, que certamente tirou muito peso às costas da estrela argentina, que sempre jogou sob pressão quando vestia a camisa do seu país. 

Esta será a primeira vez que Messi jogará num Campeonato do Mundo apoiado pelo povo argentino, sem divisões. Isto, como os feitos de Messi na equipa nacional não foram suficientes sem um título para uma equipa tão grande como a Albiceleste.

Para além de Messi, a Argentina tem nomes importantes, tais como Paredes, Di Maria, e Paulo Dybala no seu plantel. Os atacantes alemães Cano e Angel Correa são as principais ausências no plantel argentino.

Embora favoritos, os argentinos irão enfrentar duas boas equipas na fase de grupos, tornando a qualificação difícil e bastante desafiante.

Guarda-redes: Emiliano Martínez, Franco Armani e Gerónimo Rulli.

Defensores: Nahuel Molina, Gonzalo Montiel, Cristian Romero, Germán Pezzella, Nicolás Otamendi, Lisandro Martínez, Marcos Acuña, Nicolás Tagliafico e Juan Foyth.

Meio-campistas: Rodrigo De Paul, Leandro Paredes, Alexis Mac Allister, Guido Rodríguez, Alejandro Gómez, Enzo Fernández e Exequiel Palacios.

Para a frente: Lionel Messi, Lautaro Martínez, Ángel Di María, Julián Álvarez, Paulo Dybala, Nicolás González, e Joaquín Correa.

Grupo C da Taça do Mundo: México

O México chega ao Campeonato do Mundo do Qatar com boas expectativas. Traz um conjunto de jogadores talentosos e uma boa mistura de atletas experientes e novatos para o Campeonato do Mundo.

O guarda-redes Guillermo Ochoa, que normalmente se destaca nos Campeonatos do Mundo, foi mais uma vez chamado e defenderá a equipa mexicana sob os postos.

Na edição de 2018, o México classificou-se em segundo lugar no grupo, mas enfrentou o Brasil nas oitavas-de-final e perdeu por 2-0, sendo eliminado da competição.

Em 2014, voltaram a qualificar-se em segundo lugar e perderam nos oitavos-de-final, só que desta vez para os Países Baixos, 2-1.

O México tem tido um bom desempenho no Campeonato do Mundo, mas tem caído nos oitavos-de-final há muitos anos, numa maré que muitos já consideram como uma maldição.

Este será um grande desafio para a geração actual, que tem nomes importantes como Raul Jimenez, Hector Herrera, e Hirving Lozano.

Goleiros: Guillermo Ochoa, Alfredo Talavera e Rodolfo Cota

Defensores: Jorge Sánchez, Kevin Alvarez, Nestor Araujo, José Juan Vázquez, Hector Moreno, César Montes, Gerardo Arteaga e Jésus Gallardo.

Meio-campistas: Andrés Guardado, Héctor Herrera, Carlos Alberto Rodriguez, Erick Gutiérrez, Luis Chavez, Edson Alvarez, Orbelin Pineda e Luis Romo. 

Para a frente: Roberto Alvarado, Alexis Vega, Hirving Lozano, Raul Jimenez, Uriel Antuna, Henry Martin e Rogelio Funes Mori

Grupo C da Taça do Mundo: Polônia

A Polónia chega ao Campeonato do Mundo depois de se qualificar em segundo lugar no Grupo J das eliminatórias europeias. O grande nome da selecção nacional polaca é o avançado do Barcelona Robert Lewandowski, que já foi considerado duas vezes o melhor jogador do mundo pela FIFA.

A equipa da Polónia tem muitos atletas que jogam em grandes e médias equipas de futebol europeias, todos com boa altura e força física diferenciada.

No difícil grupo que enfrentará no Campeonato do Mundo, a Polónia tem condições para jogar jogos equilibrados e sonha em qualificar-se para as fases eliminatórias da competição.

Em 2018, foram os últimos do grupo H, que tinha Colômbia, Japão, e Senegal. 2022 será mais uma oportunidade para mudar esta triste memória da edição anterior e alcançar grandes feitos, pois fazem sempre excelentes campanhas de qualificação para torneios internacionais e deflacionam nas fases principais.

Goleiros: Wojciech Szczesny, Lukasz Skorupski, e Kamil Grabara. 

Defensores: Jan Bednarek, Bartosz Bereszynski, Matty Cash, Kamil Glik, Robert Gumny , Artur Jedrzejczyk, Jakub Kiwior, Mateusz Wieteska e Nicola Zalewski.

Meio-campistas: Krystian Bielik, Przemyslaw Frankowski, Kamil Grosicki, Jakub Kaminski, Grzegorz Krychowiak, Michal Skóras, Damian Szymanski, Sebastian Szymanski, Piotr Zielinski e Szymon Zurkowski.

Para a frente: Robert Lewandowski, Arkadiusz Milik, Krzysztof Piatek e Karol Swiderski.

Grupo C da Taça do Mundo: Arábia Saudita

A Arábia Saudita chega sem grandes pretensões ao Campeonato do Mundo no Qatar. Todos os seus jogadores convocados para jogar na Arábia Saudita. Isto torna a equipa inexperiente em grandes competições internacionais, tais como o Campeonato do Mundo.

Em 2018, a equipa ficou em terceiro lugar no grupo A, que tinha o Uruguai, Egipto, e Rússia. Desta vez, irão enfrentar adversários muito mais poderosos que tentarão mostrar superioridade do princípio ao fim. Será um enorme desafio para eles. 

Goleiros: Mohammed Al-Owais, Mohammed Al Rubaie, Nawaf Al-Aqidi

Defensores: Yasser Al-Shahrani, Mohammed Al-Breik, Ali Al-Bulaihi, Sultão Al-Ghanam , Saud Abdulhamid, Abdulelah Al-Amri, Hassan Tambakti, Abdullah Madu

Meio-campistas: Fahad Al-Muwallad, Salem Al-Dawsari, Salman Al-Faraj, Abdullah Otayf, Hattan Bahebri, Mohamed Kanno, Abdulellah Al-Malki, Sami Al-Najei, Ali Al-Hassan, Nasser Al-Dawsari, Riyad Sharahili, Abdulrahman Al-Aboud

Para a frente: Firas Al-Buraikan, Saleh Al-Shehri, Haitham Asiri

Classificados

Não será fácil definir qual das duas equipas avançou para as oitavas-de-final do Campeonato do Mundo. A Argentina é a grande favorita e deve passar, mas o México e a Polónia têm oportunidades iguais.

Devido à grande qualidade do atacante Lewandowski, e à equipa forte e técnica dos europeus, acreditamos que a Polónia será a segunda equipa a qualificar-se para o Grupo C.

Calendário de Fixação

  • Terça-feira, 22 de Novembro Argentina x Arábia Saudita
  •  Terça-feira, 22 de Novembro Polônia x México 
  •  Sábado, 26 de novembro Argentina x México
  •  Sábado, 26 de novembro Arábia Saudita x Polônia
  •  Quarta-feira, 30 de novembro Polônia x Argentina 
  •  Quarta-feira, 30 de novembro Arábia Saudita x México
anúncio Vinkmag

Leia o anterior

Kim Clavel vs. Jessica Nery Plata – Visualização e Escolha Livre

Leia a seguir

Camarões x Brasil – Probabilidades de Aposta e Escolha Grátis

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais popular